Inventário

Mosaico de Bula Regia Tunísia

Inventário
“Por ocasião do meu sexagésimo aniversário, em homenagem aos meus cabelos prateados e às minhas companheiras de vida”.
Somos a geração que resistiu à academia de ginástica e ao bisturi, e percebeu que o sonho Helena Rubinstein “eterna 27” acabou.
Somos a geração que sobreviveu à Hiroshima, Nagasaki, 64, 68, revolução sexual, terrorismo, hippismo, tropicália e à amizade colorida, asa delta e ao silicone.
Somos os elefantes brancos, as pós-mulheres que não nos divorciamos e não fizemos a mágica transformista de nos imortalizarmos nas máscaras das “madonas” e “ladies gagas” ou quem mais a mitologia dos meios de comunicação criaram.
Sobrevivemos ao espelhismo das princesinhas: “lady dy” e “angeline jolly” e salvamos os nossos rebentos do modelo xuxa de alienação!
Somo as resistentes que viveram entre a lavação de fraldas e os pós-grados acadêmicos de todas as especialidades, entre chefes despóticos e maridos mais ou menos apaixonados, entre a dupla jornada do escritório e do fogão, entre a máquina de lavar e a de escrever (somos pré-computador); e que aprendemos na marra a dirigir, a digitar, a viajar sozinhas e a gerenciar as nossas próprias contas (quando os companheiros jogavam a toalha), e também e com muito charme a esgrimir “baton” e salto alto, superando muitos tombos.
Somos as que não engolem sapos nem lágrimas, mas sofremos muito quando os filhos juntam os trapinhos e batem asas.
Somos aquelas que superaram o bater no peito do “mea culpa”, mas não perderam a fé na vida.
Enfim, somos Beth, Adriana, Mariza, Maria Cristina, Beta, Betaboa, Solange, Lilian, Nina, Mela, Paulina, Vitória, Inma, Leci, Mirian, Marilene, Maria da Paz, Sônia, Lúcia, Mariana, Leila, Tânia, Vânia, Judith, Vera, Vera Lúcia, Marília, Teresa, Selma, Cecília, mulheres de todos os dias, de todas as horas…

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Inventário

  1. Inma Martí disse:

    Gracias, Celme, por este precioso homenaje… y MUCHAS FELICIDADES. No sólo “tenemos vida”, sino que SOMOS VIDA… por eso nuestras capacidades se multiplican y nuestros días están llenos de promesas…
    ¡Me encanta encontrar mi nombre escrito ahí, en ese precioso recuento de personas que están en tu corazón! Un abrazo grannnnnnnnndeeeeeee!!!

  2. Gonzalo Gomensoro Fraschini disse:

    É mesmo um belo inventário, quando tento escrever ou falar de “inventário” juro que nao sei ao certo por onde comecar… eu sei que há de se comecar pelo comeco, mas nao é tao fácil assim, pero menos para mim. Já no seu caso Celminha, parece tao simples e fácil… até que o li uma segunda vez, e te encontrei em cada palavra, em cada ideia. E isso me tranquilizou.

    • celminha30 disse:

      Gonza,Obrigada pelo comentrio. s vezes, muito difcil realmente fazer um balano de vida, mas tem que ser feito quando se est vivo, mesmo correndo o risco de alguns julgamentos falsos e muitos esquecimentos. Estou fazendo este pequeno texto h quase um ms e sei que nos prximos anos vou continuar reescrevendo, consertando erros de avaliao, preconceitos e exageros, mas necessrio comear… n?Beijos,Celminha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s